sexta-feira, 8 de junho de 2012

Amarok 2012




Nova pick up Amarok 2012 com versão cabine dupla é destaque pelo conceito elevado de segurança, que define novos padrões na sua categoria. Forte e bem estruturada, a pick up está apta a enfrentar estradas difíceis e até mesmo transportar cargas mais pesadas.

Inovadora e moderna, a Amarok oferece o que há de melhor a respeito de tecnologia, excelência em consumo, ao espaço interno, conforto e ergonomia, a área da caçamba, bem como à facilidade e capacidade de carregamento.

Depois de reformulado, seu estilo e conceito são marcados nitidamente pelo nodo DNA do design da Volkswagen. Destaque para suas linhas horizontais na clara definição das superfícies da carroceria e na alta precisão na montagem.

A Amarok é a primeira picape de médio porte fabricada pela marca alemã com o que há de mais avançado em sistemas eletrônicos. Ela vem equipada com motor turbodiesel de alta tecnologia, confiável, econômico e com baixo índice de emissões, 4 cilindros 1968 cm³, 16 válvulas, torque máximo 34,7 kgfm / 1750 rpm , potência máxima 122 cv / 3750 rpm, e injeção "common rail" com dois turbocompressores sequenciais, que disponibilizam um torque de 400 Nm a apenas 1.500 rpm, capacidade do tanque 80 litros.

A Amarok é um carrão, uma pick-up feita para ser usada tanto para o dia a dia, como para as viagens mais radicais (off-road).

O novo design da Volks, com suas linhas horizontais e sua precisão na montagem, desperta muitas atenções.

A tecnologia da nova Amarok nos proporciona coisas impressionantes. Uma delas é o 4 MOTION, que permite escolher 4x2, 4x4 e 4x4 reduzida, transmissão manual de 6 velocidades.

O sistema eletrônico de estabilidade permite que nas curvas, o carro se mantenha estável, mesmo com cargas pesadas em sua caçamba.

Já o Controle Automático de Descida, faz com que o carro mantenha-se em uma velocidade baixa, mesmo em situações criticas, sem a intervenção do motorista.

O Assistente para partida em subida já é uma tradição nos carros da Volkswagen. Mantem o freio acionado, mesmo após o motorista tirar o pé do freio, por 3 segundos. Tempo suficiente para acelerar e partir.

O controle de tração permite que nas arrancadas o carro saia sem patinar. Se por acaso uma roda ficar sem tração, o EDL aciona o freio dessa roda e o carro continua sem patinar.

O Bloqueio Mecânico do Diferencial Traseiro faz com que uma roda que perde a aderência transmita o torque para a roda com maior tração.

O Distribuidor Eletrônico da Força de Frenagem distribui a força de frenagem entre os eixos em função de carga transportada. Uma novidade da Volkswagen.

Na nova Amarok 2012 são vários acessórios e sistemas a mais. O BAS – Sistema de Assistência à Frenagem ajuda você a frear com toda a força possível. Em situações de emergência onde você precisa frear com tudo, ele aumenta a força do pedal para garantir sua segurança.

O espaço do Volkswagen Amarok é perfeitamente confortável. Uma cabine dupla que transporta cinco pessoas tranquilamente.

São muitas funções e muita comodidade para um carro só. A Amarok se destaca pelo fato de conseguir manter a segurança do motorista e dos demais. Pronta para enfrentar trilhas complicadas e transportar cargas de qualquer tamanho.

EQUIPAMENTOS

Além das outras vantagens de ter um carro desses, a nova Amarok 2012 possui 4 portas, acendedor de cigarros no console central, alça de apoio na coluna A, lado do passageiro, antena integrada ao retrovisor esquerdo, airbag duplo para motorista e passageiro, direção hidráulica com sistema de som,volante com ajuste de altura e profundidade, sistema de navegação, suspensão dianteira independente, braços duplos triangulares, molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora, suspensão traseira com feixe de mola de dois estágios e eixo rígido, primário com três lâminas e secundário com duas lâminas, ar condicionado Climatronic Dual Zone com a função rest, que mantém o ar ligado 30 minutos após o carro ser desligado, assoalho da cabine revestido em carpete, Bancos dianteiros com ajuste de altura, brake-light, Conta-giros, descansa-braço central dianteiro com porta-objetos, desembaçador do vidro traseiro, ganchos para amarração de carga na caçamba (4), iluminação na caçamba, limpador do para-brisa com temporizador variável, Luzes de frenagem de emergência, Para-choque dianteiro na cor da pick-up e traseiro "self-color" (preto), protetor do cárter, Quatro alto-falantes e dois tweeters, revestimentoo dos bancos em tecido "Tear Spacer cinza", Rádio CD/MP3 single DIN com entrada SD-card e USB e tela sensível ao toque e bluetooth, tomada de 12V. Além de tudo isso, o carro possui alguns sistemas especiais e muito úteis, comodidades que estão de acordo com o preço da Amarok.
A Volkswagen Amarok Automática é confirmada por concessionárias por R$129.900.

Os modelos Amarok e SpaceFox, da Volkswagen do Brasil, foram eleitos as melhores compras do mercado brasileiro em seus respectivos segmentos pela revista especializada AutoEsporte. A informação foi divulgada na edição de junho, que nesta semana começa a ser vendida nas bancas.

A Amarok foi eleita a melhor compra pela AutoEsporte pelo segundo ano consecutivo. Entre os vários pontos positivos da pick-up da Volkswagen, os jornalistas destacaram desempenho, baixo nível de ruído, bom conforto e o ótimo funcionamento da transmissão automática de oito marchas.





quarta-feira, 30 de maio de 2012

A maior Picape Brasileira


A F-Maxx, a super picape que chegou ao Brasil utiliza como base a modificação estrutural nos caminhões Ford F-12.000, F-14.000 e F-16.000, a Tropical lança o F-Maxx como maior veículo no conceito de caminhonetes do Brasil. Ele tem 2 vezes o tamanho de uma F-250, sendo por isso um veículo de natureza gigante. Três fileiras de bancos com capacidade para até 9 passageiros.

Quanto custa?

Trezentos e sessenta e nove mil reais , com aparelho de DVD, seis telas de cristal líquido e vídeo game de última geração, bancos em couro, geladeira, sistema GPS e navegador via satélite (pendurados no pára-brisa, os dois sistemas de navegação por GPS funcionam ao mesmo tempo), sensor de estacionamento com câmera de vídeo, suspensão a ar controlada, seis portas, três tetos solares, áudio e vídeo 5.1, sensores de estacionamento com câmera, rodas em alumínio e pintura personalizada. com três tetos solares, quatro telas de Dvd com touch screen e bluetooth embutidas nos apoios de cabeça, kit strobo e kit xênon 8000k, geladeira e freezer no console central, acabamento cromado entre os degraus, adesivos na pintura metálica que, conforme a luz, muda de azul para verde, vidro fumê... É bem construída, sem improvisos, e está à venda como se fosse um carro de passeio. Enfim, muita mordomia, hein?


A Tropical F-Maxx invade seu campo de visão. Visual de carrinho Matchbox com 7,50 metros de comprimento, é 95 centímetros mais longa que a americana International 7300 CXT, registrada no Guinness Book como a maior picape fabricada em série no mundo. Mas a F-Maxx é feita apenas sob encomenda (a Tropical Cabines, do Paraná, promete entregar em 90 dias) e não é exatamente uma picape. A base é um F-12000, caminhão de médio porte que a Ford tirou de linha em 2005. Dele, ficam o pára-brisa, as portas dianteiras, pára-brisa e chassi. A carroceria de fibra de vidro é como a usada nas transformações de F-250, mas virou cabine tripla para preencher os 5,95 metros de distância entre eixos. A caçamba, também de F-250, foi alongada em 30 centímetros e alargada com pára-lamas salientes. A frente ganhou a grade e o pára-choque da F-650 americana (fonte de inspiração da F-Maxx) e faróis de Dodge RAM.

Dificuldade de manobrar na cidade...

A F-Maxx nasce de um F-12000 e é apegada às origens... O motor Cummins seis-cilindros em linha , transmissão de seis marchas e reduzidas, emprega potência máxima de 2.600 giros. O normal é arrancar em segunda marcha, mas a rigor ela só não sai direito em quinta. A direção é hidráulica e a embreagem não é tão pesada, lembra um Santana, mas cansa pela troca de marcha a cada 20 km/h. O diâmetro de giro é de razoáveis 15 metros (uma Hilux dá meia-volta em 12,4 metros). O pedal vira um botão de ligadesliga e a caixa de direção com esferas recirculantes não tem folga. O freio foi projetado para brecar o caminhão carregado, então acaba segurando com motivação excessiva a picape de 5.600 quilos, o equivalente a sete Fiat Mille. A carroceria nem sempre cabe na faixa da pista e no estacionamento ocupa duas vagas.


domingo, 1 de abril de 2012

Taxi Feminino



Puebla, no México, é a última cidade a oferecer um serviço de táxi exclusivo para mulheres. Os taxis Pink são dirigidos por mulheres e homens não entram, a frota já possui trinta e cinco carros, e mais de 60 mulheres entre 25-45 anos treinadas tanto em teoria quanto em prática, como direção defensiva e atendimento ao cliente, e claro, foram treinadas também em relação a manutanção dos automóveis.

Os carros ainda estão equipados com kits de beleza, GPS e botões de pânico de emergência. Os Pink Taxis de Puebla é financiado pela iniciativa privada e o governo regional, é quem licencia o serviço.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Veículos da policia de São Paulo


Aqui no Brasil, a Policia Militar do estado de São Paulo usa viaturas Blazers para Força Tática e Escolta, Gols para as Rondas Escolares, motos para as Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas para a Rocam, furgões, que são usados como ambulâncias pelo Hospital da Polícia Militar (HPM), caminhonetes Hilux para o Comando de Operações Especiais (COE), do Comando de Policiamento de Choque.
Todos os veículos – carros e motos – são caracterizados com as cores e padrão gráfico que identificam a Polícia Militar. Os veículos de quatro rodas estão equipados com rádios digitais, que emitem mensagens criptografadas, imunes à interceptação de terceiros.


A Rota de São Paulo utiliza como viaturas oficiais o modelo Toyota Hilux SW4 2.7 com motor V6 a gasolina, possuem sistema de airbag, freios ABS e, por exigência operacional o câmbio manual. O novo modelo, além de maior potência, é mais espaçoso e permite o transporte adequado dos policiais e equipamentos para as atividades operacionais do batalhão.
Em Fortaleza - CE, o modelo da Toyota também é usado pela Polícia Militar.


A Polícia Militar do Estado de São Paulo conta também com 28 aeronaves. Sendo 20 helicópteros Águia, dois helicópteros para instrução de voo e seis aviões. O helicóptero “Águia” Esquilo - AS350, da Helibras equivale a 15 viaturas da Polícia. Ela atinge rapidamente as cidades mais distantes, orienta a atividade policial em terra por rádio, é importante no combate ao tráfico de drogas, no patrulhamento rural, no apoio ao serviço em geral da Polícia.


A frota do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo tem viaturas, divididas entre caminhões autobomba, unidades de resgate, motos 250cc, autotanques, Guarnições Educativas de Bombeiros (GEBs), viaturas tipo hatch e sedan,
entre outros veículos.


A Polícia Civil do Estado de São Paulo conta com viaturas caracterizadas, pintadas nas cores preto e branca com giroflex e outras descaracterizadas, para utilização em investigações sigilozas.


A Polícia Civil do Estado, também utiliza aeronaves em suas ações policiais e humanitárias, como o

helicóptero Pelicano - grupo do GARRA

e o Esquilo integrado à frota do Serviço Aerotático (SAT) do Deic (Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado). Este helicóptero também presta apoio a missões como o transporte de órgãos para transplante.


Os helicópteros são equipados com o sistema de moving map, um pequeno computador de bordo que pode fornecer dados, mapas e cartas de rotas, o guincho, para resgate de pessoas e objetos, com sistema de blindagem, que pode resistir a tiros de fuzil. O SAT-5 comporta seis tripulantes e conta ainda com farol de busca para auxiliar na localização de pessoas durante a noite; guincho para resgate de pessoas e objetos; equipamentos médicos de resgate; maca para remoção; equipamentos de ressuscitação; aparelhos para oxigênio; cordas e ganchos para resgate; esqui com degrau estendido; uma plataforma com degrau para embarque e desembarque de tripulantes com maior segurança; e GPS Garmin - identificador de coordenadas de alta definição, que possui uma interface de melhor qualidade e de fácil acesso
Além das ações policiais e sociais, os helicópteros do SAT são utilizados em situações de calamidade pública ou enchentes.

*************************************************
Conheça as missões atendidas pelos helicópteros da policia de São Paulo

Resgate aeromédico - Suportes avançados de vida, transportando o médico, enfermeiro, equipamentos e materiais necessários até o local da ocorrência no menor tempo possível, para o atendimento pré-hospitalar à vítima.

Remoção aeromédica - Trata-se da remoção de um paciente de um hospital para outro.

Policiamento ostensivo - Uma única aeronave pode dar suporte a até 37 viaturas.

Policiamento de Choque - É usado nas ações de controle de distúrbios civis (passeatas, rebeliões em presídios, protestos, reintegrações de posse e outras). Além de servir como plataforma de observação, o helicóptero ajuda a manter controle sobre extensas áreas, recebendo e transmitindo informações, dando aos comandantes envolvidos as condições e melhor embasamento para as suas decisões. As aeronaves ainda são empregadas no transporte de equipes especializadas, como o Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE), o Comando de Operações Especiais (COE), entre outras.

Policiamento de Trânsito - Atua como plataforma de observação. Por não ter limitações quanto ao seu deslocamento, respeitando-se as condições meteorológicas e operacionais, o helicóptero, trabalhando conjuntamente com o Policiamento de Trânsito e com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), realiza voos sobre a região metropolitana de São Paulo observando o fluxo de veículos e detectando pontos de congestionamento, suas causas e orientando as equipes em terra.

Policiamento Ambiental - Os voos com as aeronaves permitem que as equipes de fiscalização acessem, pelo ar, pontos que dificilmente seriam detectados por vias terrestres. Esta ação dinamiza o trabalho das equipes de terra para a autuação dos infratores. Para essa missão também são empregados os aviões do Grupamento.

Combate a incêndios - Em incêndios de grandes proporções, os helicópteros tem múltiplas aplicações: avaliação global da situação para permitir um bom planejamento do combate; resgate de vítimas ou equipes técnicas cercadas pelo fogo, transporte de material e lançamento de água sobre os focos.

Defesa Civil - Nos últimos anos, em grandes desastres ocorridos em São Paulo e até em outros Estados, como em Santa Catarina, os helicópteros mostraram versatilidade socorrendo vítimas, prestando ajuda à população flagelada, resgatando pessoas isoladas, transportando alimentos, remédios, equipes médicas e mesmo sangue humano para cirurgias emergenciais.

Transporte de órgãos - É também um serviço relevante prestado pelo Grupamento, com utilização dos aviões ou helicópteros.

Viaturas policiais

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Eleição para o carro gay de 2011

O Ledorga, um dos maiores portais homossexuais da Europa, organiza a votação que já está em sua sétima edição. Dessa vez, 61 modelos competem pelo título. O vencedor será divulgado no dia 15 de janeiro de 2011.

Diversos modelos que fazem a cabeça de muita gente, estão entre os mais votados , como o potente Audi R8 Spyder e a Ferrari 458 Italia. Modelos que estão no Brasil também entraram na lista. O Hyundai ix35, o Kia Sportage e o Renault Fluence, também, disputam o voto do público. Entre as montadoras, quem tem maior número de concorrentes na disputa é a Volkswagen, que briga com o utilitário esportivo Touareg, a picape Amarok, além das minivans Sharan e Touran.



Nas eleições anteriores, a Fiat detém o título de bicampeã. A plataforma 500 ganhou duas vezes com o 500 original e o 500 C. Outra marca vencedora duas vezes é a Alfa Romeo, com o Mito e com o Spider. A Mini e a Aston Martin ganharam uma vez com o Cooper Convertible e o DB9 respectivamente. É possível participar da votação até o dia 15 de dezembro pelo site

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Giulietta, o novo modelo da Alfa Romeo


Novo modelo da Alfa Romeo denominado de Giulietta, recupera um nome de sucesso da marca italiana, iniciativa promovida pela Angracar.
Modelo na versão diesel 1.6 JTD, 105 cavalos e outros três modelos a gasolina - 1.4 TB de 120 cv, 1.4 Turbo MultiAir de 170 cv e 1750 TBi com 235 cv -, e 2.0 JTDm 170 cv, igualmente a diesel. Todos os modelos trazem de série o dispositivo Alfa DNA (com diferencial electrónico Q2 e DST), VDC (inclui ASR e Hill Holder), seis airbags, ar condicionado de comando manual, jantes de 16 polegadas, vidros anteriores e posteriores de comando eléctrico e computador de bordo.
O segundo nível, denominado de Distinctive acrescenta: ar condicionado de comando automático bi-zona, volante em pele com comandos do rádio, apoio de braços anterior com compartimento, Cruise Control, auto rádio com leitor de CD e MP3, faróis de nevoeiro, quadro de instrumentos reconfigurável, estofos em tecido “Competizione” e O moldura cromada dos vidros laterais.
o novo Alfa Romeo poderá ser personalizado com dois pacotes específicos - Sport e Premium. O primeiro permite sublinhar a alma desportiva do automóvel com a inclusão de jantes de liga de 17 ou 18 polegadas, saias laterais, pedais desportivos, bancos com revestimentos em pele e tecido microfibra, aplicação no tabliê em alumínio polido escovado e molduras polidas dos grupos ópticos.
Para clientes mais exigentes está disponível o "Premium Pack" que inclui faróis bi-Xénon com função AFS, sistema Blue&Me com função Bluetooth, porta USB e leitor de MP3, sensores de estacionamento posteriores, retrovisores externos rebatíveis electricamente e retrovisor interno electro-cromático.
O Giuletta está disponível, com um design arrojado e tipicamente italiano no que aos padrões estéticos diz respeito, está disponível em nove cores de carroçaria, quatro metalizadas (Prateado Alfa, Cinzento Magnesio, Cinzento Antracite e Azul Profondo), três pastel (Vermelho Alfa, Branco Ghiaccio e Preto), uma micalizada (Preto Etna) e uma especial de tripla camada (Vermelho Competizione).
Na sua versão de topo, equipada com um motor 1750 TBi de 235cv, o Giulietta é capaz de alcançar os 100 km/h em 6,8 segundos e atingir os 242 km/h de velocidade máxima.

terça-feira, 27 de julho de 2010

NOVO PUNTO 2011


Punto 2011 com motor e-torQ: mais potente, econômico, ecológico e silencioso

O Fiat Punto 2011 chega ao mercado com sete versões em sua nova gama. São elas: a versão de entrada, a Attractive 1.4, Essence 1.6 16V, Essence 1.8 16V, Essence 1.8 16V Dualogic, Sporting 1.8 16V, Sporting 1.8 16V Dualogic e a versão esportiva T-Jet, equipada com motor turbo 1.4 T-Jet.
As novas versões chegam com quadro de instrumentos iluminado por leds na cor branca, dando mais modernidade ao veículo. Para ter mais requinte, também trazem novos tecidos internos e as versões Essence chegam ainda com o painel interno nas cores: cinza para a versão 1.6 16V e marrom para a 1.8 16V. Todas as novas versões também ganham novas rodas e calotas, com desenhos exclusivos para cada uma delas.

Fiat Punto com novos motores e-torq nas versões 1.6 e 1.8 16V

O grande destaque do Punto 2011 é a nova família de motores E.torQ 1.6 16V e E.torQ 1.8 16V. Estes motores garantem ao Punto uma ótima performance e, como indica a própria nomenclatura, o prazer ao dirigir é garantido graças ao elevado torque, desde as baixas rotações. O novo motor 1.6 16V faz com que o Fiat Punto atinja a velocidade máxima de 180 km/h (gasolina) e 182 km/h (etanol). O Punto equipado com o motor 1.8 16V chega a máxima de 189 km/h (gasolina) e 191 km/h (etanol). O segredo desta performance está na modernidade do projeto desta família, que traz alto rendimento mecânico, graças ao reduzido peso de peças móveis, visando alto torque, economia de combustível, redução do nível de ruídos e vibrações, suavidade de funcionamento, além de baixos níveis de emissão de poluentes.

Fiat Punto 2011 ainda mais tecnológico com câmbio Dualogic® automático

Outra grande novidade do Punto 2011 é o câmbio Dualogic® automático nas versões Essence 1.8 16V e Sporting 1.8 16V, aumentando ainda mais o conforto neste hatch premium. As versões do Punto 2011 Dualogic® automático garantem níveis de performance e consumo de combustível iguais aos das versões com transmissão manual, ou seja, consegue unir o desempenho e o consumo de um modelo equipado com câmbio manual, com o conforto de um carro automático.

PREÇOS

Punto Attractive 1.4 Flex 2011 - R$ 39.290,00
Punto Essence 1.6 16V Flex 2011 - R$ 44.190,00
Punto Essence 1.8 16V Flex 2011 - R$ 46.250,00
Punto Essence 1.8 16V Dualogic Flex 2011 - R$ 48.780,00
Punto Sporting 1.8 16V Flex 2011 - R$ 51.200,00
Punto Sporting 1.8 16V Dualogic Flex 2011 - R$ 53.730,00
Punto T-Jet 1.4 16V Turbo gasolina 2011 - R$ 64.670,00

terça-feira, 15 de setembro de 2009

A arte de Cai Guo-Qiang


Obra Inopportune: Stage One ( Inoportuno: Cena Um), instalação composta de nove carros brancos suspensos como numa capotagem progressiva (e invertida) do chão ao topo da rotunda do museu Guggenheim de Nova York, dezenas de hastes de luz elétrica simulam fogos de artifício explodindo, é uma pertinente introdução à faceta espetacular da obra do artista chinês Cai Guo-Qiang. Conhecido pelos trabalhos em que utiliza pólvora, seja na "composição" de desenhos de grandes dimensões ou nos "eventos explosivos".
A série de "explosion events" foi iniciada em 1989; eventos entre os quais os mais famosos são, provavelmente (e em ordem cronológica), The Earth Has Its Black Hole Too: Project for Extraterrestrials nº 16 (A terra também tem seu buraco negro: Projeto para extraterrestres nº 16), realizado no parque central de Hiroshima em 1994, próximo à região atingida pela bomba atômica em agosto de 1945; The Century with Mushroom Clouds: Project for the 20th Century (O século das nuvens de cogumelo: Projeto para o século 2), que ocorreu em diferentes locais dos Estados Unidos entre fevereiro e abril de 1996; Ye Gong Hao Long (Mr. Ye Who Loves Dragons): Explosion Project for Tate Modern (Ye Gong Hao Long (Sr. Ye apaixonado por dragões): Projeto de explosão para a Tate Modern], projetado para o museu londrino e a Millenium Bridge em 2003; e Red Flag (Bandeira vermelha), ambiciosa explosão levada a cabo na fachada da Galeria Nacional de Arte Zacheta, em Varsóvia, em 2005; além, obviamente, do espetáculo que foi preparado para a abertura dos jogos olímpicos de Pequim, em 2008.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Mecanica De Automóveis

mecanica de automoveis (parte 4/6)


mecanica de automoveis (parte 5/6)


mecanica de automoveis (parte 6/6)

sábado, 25 de julho de 2009

Principios básicos do processo de funcionamento do motor.

mecanica de automoveis (parte 1/6)


mecanica de automoveis (parte 2/6)


mecanica de automoveis (parte 3/6)